Beleza depois da maternidade

Sempre ouvi e mais de uma vez comentários de outras mulheres a respeito daquelas que se tornaram mães:

-Nossa, mas como a fulana ficou acabada! Olha os cabelos dela…Custa fazer uma unha? Credo. Quando eu tiver filhos não vou ficar assim.

Isso porque não citei as variantes. E hoje ao sair com marido e filho me vi no reflexo de uma vitrine e vi que eu estava muito diferente de como era antes de ter filhos.

Não me achei feia, mas estava longe dos meus cabelos escovados, dos saltos, dos anéis e da maquiagem impecável.

Estava ali caminhando com uma mochila nas costas, cabelos presos num coque e com um batom esmaecido. Sem saltos, sem anéis e com um brinco não puxável. Era eu  na minha face mãe.

Com as unhas limpas, lixadas e feitas. Pintadas apenas com base. Essa era eu mãe de um filho de 01 ano.

E cadê a mulher que habita em mim? A dos olhos pintados, das roupas animadas…Estava ali. Dentro de algum lugar, indisponível naquele momento e nem por isso eu estava triste como pessoas julgadoras podem supor.

Havia em meu rosto a felicidade de sair, de estar em família. De finalmente poder caminhar sozinha sem me preocupar em amamentar, trocar fraldas, pegar água, oferecer fruta, correr pra salvar de uma tragédia anunciada.

Eu assim como outras mães que não tem tempo e nem disposição para estarem externamente impecáveis, querem muitas vezes apenas o sossego das horas calmas.

Termos um tempinho pra poder pensar, para sair do modo tensão e atenção absoluta já é um presente.

E com tantas demandas deles e pouco de nós, descobrimos outras belezas que a maternidade nos traz.

Nossos sorrisos ficam exuberantes. Mesmo cansadas quando interagimos com nossos filhos eles ficam mais lindos. Nossos olhos brilham quando os vemos.

Nossos cachos dão as caras, descobrimos a cor natural de nossos cabelos. Descobrimos maneiras práticas de nos vestirmos e mesmo com tantas demandas é possível e merecemos nos amar e nos sentirmos lindas.

Meu marido esses dias me disse que eu estava bonita com os cabelos bagunçados, natural.

A gente se descobre, os outros nos descobrem e sem cobranças aos poucos nos reconstruímos e descobrimos uma beleza que até então achávamos impossível existir.

Esse post foi inspirado por uma guerreira que doulei. A vi agora nas redes sociais…Vestido estampado, cabelos amarrado com uma mecha ameaçando cair no rosto, colar de pedra, bolsa na transversal, sorriso de orgulho e filho no colo.

Linda. E mãe!

 

000001

Anúncios